Hoje: 25 de Nov de 2017

Cícero nega ‘propina’ de R$ 500 mil da Odebrecht: “não recordo”

O ex-senador, ex-prefeito e ex-governador Cícero Lucena (PSDB) negou ter recebido propina da Odebretch. Em entrevista à rádio Arapuan, o tucano disse não ter registrado nenhuma ‘doação’ irregular da empresa na campanha eleitoral de 2012. “E em 2014 nem candidato eu era”, disse ele.

Cícero Lucena é citado em uma lista que envolve duas centenas de parlamentares e lideranças políticas. Ele teria recebido R$ 150 mil em 2012 e R$ 350 mil em 2014, valores referentes a ‘doações de campanha’. O ex-senador disse que verificará as informações junto ao profissional responsável pelas contas de campanha, mas não recorda ter recebido tais doações.

“Fico muito à vontade para que verifiquem se há alguma emenda minha que favoreça a Odebretch. Estou à disposição para esclarecimentos. Se alguém usou meu nome para receber a doação, vai ser responsabilizado. Posso garantir que não tive nenhum contato com a Odebretch. Não me recordo de doação da Odebretch”, finalizou Cícero