Hoje: 25 de Nov de 2017

Concurseiros cobram certame da prefeitura de Monte Horebe; temporários só aumentam

Já está quase com um ano que os concurseiros aguardam a realização do concurso público, destinado ao provimento de cargos, para a Prefeitura de Monte Horebe, no Sertão paraibano. O certame seria realizado em 2016, mas o edital foi suspenso, por decisão judicial do Juízo da Comarca de Bonito de Santa Fé/PB, que acolheu o pedido do Ministério Público.

Desde então as pessoas continuaram se preparando, mas até o momento não houve nem um interesse por parte do prefeito Marcos Eron em adequar o edital atendendo as exigências legais, para que seja feito o concurso.

Enquanto isso, a Prefeitura Municipal vem preenchendo os cargos colocando pessoas com contratos temporários por excepcional interesse público ou em cargos de comissão para trabalhar no serviço público. Muitos deles ocupando lugares daqueles que poderiam estar ali por mérito, através de concurso público.

De acordo com a última atualização do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, entre janeiro e março a Prefeitura de Horebe ganhou 57 servidores contratados por excepcional interesse público ou comissionados.

Dois meses depois, de janeiro até março, as despesas do erário pularam de R$ 427.852,88 para R$ 472.402,65.