Hoje: 17 de Nov de 2017

Prefeita Denise afirma que Aeroporto Regional de Cajazeiras será o primeiro a receber voos comerciais no interior da PB

Empolgada com as últimas noticias e informações sobre o futuro do Aeroporto Regional de Cajazeiras, a prefeita Denise Albuquerque afirmou que todos os acompanhamentos possíveis estão sendo feitos por sua equipe de assessores e técnicos especializados em aviação área.

Aguardando o inicio das obras do balizamento noturno e da conclusão do cercamento da pista, Denise disse que o governador Ricardo Coutinho garantiu que estas obras deverão ser concluídas o mais breve possível, isso para que o processo de homologação por parte da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) seja realizada com sucesso. De acordo com a prefeita, Cajazeiras sairá na frente de Monteiro e Patos, cidades anunciadas pela presidente Dilma Rousseff como possíveis recebedoras de verbas públicas para investimentos em seus aeroportos.

“Apesar da não homologação, estamos avançando em vários sentidos para deixar o nosso aeroporto um dos melhores do nordeste e do interior do Brasil. Estamos em contato com importantes nomes da aviação nacional, para que os mesmos nos mostrem os caminhos para o crescimento e avanço no mercado regional. Nossa cidade fica em um ponto estratégico e a nossa pista é considerada por muitos, umas das mais modernas e capaz de receber grandes aeronaves,” frisou.

Na última semana, a prefeita Denise esteve ao lado do coronel reformado da Força Aérea, José Fernandes, visitando o Aeroporto. Representante de uma empresa Sul-Coreana de iluminação de aeroportos, José Fernandes, enalteceu a pista e falou da intenção de implantar uma iluminação a Led.  “O objetivo da minha vinda aqui foi ver as condições do aeroporto e fazer o projeto para Cajazeiras”, disse o coronel.

Segundo Fernandes, nenhum aeroporto do Brasil possui ainda esse tipo de iluminação. “Todos os aeroportos da Coreia do Sul utilizam esse tipo de iluminação, e Cajazeiras, uma cidade do interior da Paraíba, pode ser a primeira no Brasil a utilizar esse sistema de primeiríssimo mundo”.