Hoje: 22 de May de 2018

Estado disponibiliza defensores públicos para julgamentos nas comarcas do interior

O mês de maio começa com um número expressivo de julgamentos em que os réus serão representados por defensores públicos. De acordo com a Coordenação do Tribunal do Júri da Defensoria Pública da Paraíba, estão marcados 45 julgamentos em cidades do interior do Estado no período de 2 a 29 de maio. Todos os processos são de réus presos que respondem por tentativa de homicídio e homicídio.


O primeiro júri do mês de maio será realizado na próxima quinta-feira (2), às 13 horas, no Fórum da Comarca de  by Text-Enhance" style="margin: 0px; padding: 0px; border: 0px; list-style: none; color: #1e1e1e; font-size: 12px;">Santa Rita. Os outros 44 júris vão ocorrer em 20 cidades do interior da Paraíba, seguindo calendário determinado pelo Tribunal de Justiça do Estado. De acordo com o defensor público Carlos Roberto Barbosa, a Defensoria vem conseguindo manter uma média de 50% de absolvições e desclassificação de crimes em favor de seus assistidos.


“Os réus assistidos pela Defensoria não têm condições de constituir advogados e precisam da Justiça gratuita para garantia de seus direitos”, explicou o defensor Carlos Roberto. Assim que os júris são marcados e designados, a cópia do processo é encaminhada ao profissional que vai conhecer todas as peças e elaborar a defesa.


Atuam em júris no interior do Estado os defensores públicos: Carlos Roberto; Paulo Celso, Milton Aurélio, Neide Vinagre, Fátima Diniz, Manfredo Rosenstock e Francisco de Assis. Este ano, a equipe participou de 40 júris, no mês de fevereiro, e 16 no mês de março em várias cidades do interior. As Comarcas de João Pessoa e Campina Grande possuem equipes que atuam no Tribunal do Júri e seguem a pauta do Tribunal de Justiça.