Hoje: 19 de Nov de 2017

Toyota abre o Salão de Tóquio com novo Prius e Mirai

Como faz tradicionalmente, a Toyota aproveitou a véspera da abertura do Salão de Tóquio para realizar a sua “festa de boas-vindas”, reunindo a imprensa internacional, convidados VIPs e vários executivos e engenheiros da montadora. O evento foi realizado no Restaurante Happoen, no bairro de Minato-ku, e as grandes atrações foram o novo Prius (que será apresentado oficialmente amanhã, no 44o Tokyo Motor Show) e o Mirai (que fará sua estreia no mercado norte-americano). Muito mais do que executivos de peso da montadora japonesa, como os vice-presidentes Nobuyori Kodaira e Mitsushisa Kato, a estrela da festa foi o engenheiro-chefe do projeto do novo Prius, Kouji Toyoshima. Vestindo um terno com uma enorme flor na lapela, Toyoshima falou para Motor Show sobre os principais aspectos dessa quarta geração do Prius.

“O carro manteve praticamente o mesmo peso, mas conseguimos reduzir o consumo em 15% e a eficiência do motor melhorou 40%”, disse Toyoshima, orgulhoso. Segundo ele, o ganho na aerodinâmica também foi expressivo (o coeficiente de arrasto passou de 0,28 para 0,24), pois o centro de gravidade ficou muito mais baixo. “Além de ter ficado com uma aparência melhor, o carro ficou mais estável, pois adotamos pela primeira vez no Prius a suspensão double wishbone (tipo duas asas) na traseira”, disse o engenheiro. Toyoshima está há cinco anos no projeto do novo Prius. Seu trabalho anterior foi no desenvolvimento do Lexus LS 460. O Toyota Prius é o carro híbrido mais vendido no mundo.

Já o Mirai não é uma novidade para os japoneses, mas a Toyota fez questão de destacá-lo porque ele vai estrear no importante mercado norte-americano. Muito elegante e com linhas ousadas, o Mirai utiliza célula de combustível de hidrogênio e vende aproximadamente 700 unidades/ano no Japão. A atual geração estreou há cerca de um ano. Mas seu mercado é maior, pois ele tem fila de espera para compra, embora não seja nada barato: no Japão, custa o equivalente a 70.000 dólares.

O Mirai tem uma autonomia de 600 km por tanque de hidrogênio. Para garantir a mobilidade dos clientes, a Toyota e o governo instalaram postos de hidrogênio nas principais cidades japonesas, como Tóquio, Nagóia e Yokohama. Ele funciona com um motor elétrico e uma bateria. Para o diretor adjunto de Relações Públicas e Governamentais da Toyota do Brasil, Ricardo Bastos, “o Mirai é uma continuação da tecnologia híbrida”, setor em que a marca está bastante avançada. Ao contrário do novo Prius, que em breve será comercializado no Brasil, o Mirai não tem a mínima chance de ser importado pela Toyota.

O 44o Tokyo Motor Show será aberto para o público somente na sexta-feira, dia 30, e vai terminar no dia 8 de novembro. Acompanhe aqui na Motor Show, a partir de amanhã, todas as novidades do Salão de Tóquio, bem como uma completa galeria de fotos da feira japonesa.