Hoje: 25 de Sep de 2017

Novo Ford EcoSport fica mais próximo de Focus e Fusion

Nas ruas desde 2012, a segunda geração do Ford EcoSport conseguiu resistir razoavelmente à chegada de vários novos concorrentes. Apesar de Honda HR-V e Jeep Renegade terem assumido o primeiro e segundo lugar dos SUVs compactos, o Eco ainda vende bem – no acumulado de 2017, ele está em quarto lugar, atrás também do Hyundai Creta, mas à frente de Nissan Kicks e Renault Duster.

Para quem já foi líder absoluto, porém, a pretensão precisa ser maior. É aí que entra a renovação do modelo, que agora é global – vendido tanto na Europa como nos Estados Unidos, com mudanças pontuais em cada mercado.

Por fora, as principais mudanças estão concentradas na dianteira. Inspirado por Edge e Escape, tem grade em posição mais alta, nivelada com os faróis maiores e mais elaborados (agora com luzes diurnas de led, mais fortes que a antiga assinatura luminosa). Os faróis de neblina estão em nichos maiores juntos das luzes de seta.

A traseira não tem nada muito diferente: o estepe continua pendurado na tampa (diferente do que ocorre nos mercados europeu e americano), mas o para-choque está mais saliente. Além de absorver melhor os impactos, deixou o EcoSport mais proporcional visualmente.