Hoje: 19 de Nov de 2017

Jogo da Eurocopa é interrompido por rojões atirados por torcedores

Numa Eurocopa marcada por episódios de violência dentro e fora dos estádios, um novo incidente aconteceu nesta sexta-feira para demonstrar falha no sistema de segurança. Desta vez foi em Saint-Ètienne, durante o jogo entre República Tcheca e Croácia, que chegou a ser interrompido devido a mais de uma dezena de sinalizadores e rojões atirados para dentro de campo por torcedores. A suspensão temporária da partida, por cerca de cinco minutos, aconteceu nos instantes finais.

Mais cedo outras cenas lamentáveis foram vistas no estádio: torcedores brigaram na arquibancada (veja foto abaixo). A Uefa informou, após o término da partida, que abrirá processo disciplinar para apurar o que ocorreu em Saint Etienne.

 

- Eu chamo isso de terrorismo. Eu os chamo de hooligans. Não são torcedores - resumiu o técnico da Croácia, Ante Cacic, indignado.

 

O problema com os rojões aconteceu aos 42 minutos do 2º tempo, quando a Croácia vencia por 2 a 1. As bombas foram arremessadas do lado em que estava a maior parte da torcida croata, atrás de um dos gols. O artefato caiu perto de um funcionário da organização do jogo, que chegou a cair após a explosão. Mandzukic, Rakitic e Perisic, todos jogadores da Croácia, foram até os torcedores croatas para pedir calma e evitar que novos artefatos fossem atirados ao campo. A entrada de torcedores com qualquer tipo de explosivo é proibida nos estádios.

Publicidade

O incidente gerou enorme apreensão em torcedores e imprensa. A Eurocopa acontece em meio ao temor de atentados terroristas e também em ambiente social tenso na França, devido a protestos por conta de reformas trabalhistas no país.

Logo depois de reiniciado o jogo, o zagueiro Vida, da Croácia, tocou a mão na bola e cometeu pênalti. Necid bateu bem e empatou o jogo para os tchecos: 2 a 2, placar final.

Paraíba Aqui com OGlobo